Textos e...

Textos e Imagens

terça-feira, março 13, 2007

Suponho


Suponho que sempre que não podemos dizer,com simplicidade,( abraça-me e não me perguntes porquê), há uma parte de nóa que se esgueira para um canto dos sonhos. E por lá fica, num ( já não sei sentir). É ai que, sem ser fácil de entender,uma tristeza nos revolve,devagarinho. Não tanto pela dor com que magoa,mas pela vida de que nos separa ( deixando que a rotina se desmazele nos sonhos e vá convencendo a vida a deixar de trocar mimos comnosco).

8 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial