Textos e...

Textos e Imagens

quinta-feira, abril 26, 2007

Presciso


Preciso do teu corpo, do sal das tuas mãos em mim, preciso de ti...As tuas ausências despem-me os ombros nus ao luar. Hoje a luz da lua não me beija como antigamente. Hoje queima-me a pele branca. Porque está grávida de ti e da tua ausência.Eu sei. Não o digas. Eu sei que a despedida é sempre inevitável. Eu sei tudo isso e porém nem por isso me dói menos quando te arrancas da minha carne e me deixas aqui.(cubro-te os lábios com a fome dos meus)Vou dormir todos estes dias em que não estás. Vou-me deitar quieto na minha cama, vou encolher o corpo, vou quedar-me na posição fetal (aquela em que sempre durmo, lembras-te?) e aguardar que a tua voz me desperte suavemente deste torpor e que com os teus braços me salves dos pesadelos particulares.Vou esquecer que lá fora, fora do meu quarto, há pessoas a gritarem, há pessoas a viverem, há pessoas a parirem.Nada me importa. Quero apenas que quando ao chegares te debruces suavemente e me murmures ao ouvido: "cheguei amor" e me tomes nos teus braços como uma criança que se aninha no colo da mãe

4 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial